0

Eliminando testemunhas

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 22:55
Sábado, 14 de janeiro
Mistérios da Meia-Noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi...
(Mistérios da Meia-Noite – Zé Ramalho)

Palácio do Planato - Brasília

Alguns muitos dos nós que amarram os feixes de escândalos da Lava Jato parecem difíceis de desatar. Se você gosta de histórias de mistério e espionagem, poder-se-ia dizer aqui que, para algumas salas, há passagens secretas, pelas quais se consegue acessar apenas aqueles que têm conhecimento das senhas. São meios usados pelos seres das sombras para tramarem os maquiavélicos planos.

Mas aos poucos o modo de desamarrar os nós vai sendo revelados aos seres da luz, representados pelo poder Judiciário, e pela Polícia Federal.

Nas delações premiadas da maior operação policial no Brasil na luta contra a corrupção, há muitos relatos de encontros de membros do governo com figuras importantes do meio político, e com empresários, que não são passíveis de provas. Realmente um caso intrigante.

Com a revelação de um membro do governo, foi lançada uma chave para a compreensão deste mistério.

Em uma entrevista à revista Veja, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen, revelou um pequeno detalhe em toda a superestrutura governamental que faz a grande diferença na compreensão da falta de provas contra presidente, ex-presidentes, ministros, assessores, membros de outros escalões do governo, e empresários.

Etchegoyen disse que órgãos chaves do governo, como por exemplo, o Palácio do Planalto, Palácio da Alvorada, o Palácio do Jaburu, e a Granja do Torto, estão sem câmeras de segurança, desde 2009.

As câmeras de vigilância nesses órgãos existiam até 2008, quando foi feita uma reforma. A reforma foi concluída, entretanto os pequenos vigilantes não retornaram aos seus postos.

Na era da imagem, é por demais conveniente que elas não existam, concordam? Caso o Ministério Público queira acusar alguém fica impossibilitado. Por consequência, nenhuma defesa por parte de quem está acusado será necessária... E tudo se torna uma grande questão de conveniência.  

Mas não exageremos de todo. Há câmeras no Palácio do Planalto... Mas do lado de fora. Registrando quem adentra o prédio. Lá dentro, porém, a movimentação é livre.

A agenda governamental pode constar a reunião de um indivíduo X com um ministro Y, e, ao entrar no ambiente do Palácio da Alvorada, por exemplo, esse mesmo indivíduo X dirigir-se à sala do ministro Z. Não haverá registro de imagens e tudo se torna muito fácil.

Por causa desta pequena e proposital falha no serviço de câmeras de vigilância nos principais prédios do governo brasileiro, o Gabinete de Segurança Institucional deixou de atender a pelo menos três pedidos judiciais de repasse de imagens.

É uma pena, pois, com o registro das imagens, o trabalho dos investigadores da Lava Jato se tornaria muito mais fácil, pois muitos dos acusados na operação fazem parte do primeiro escalão, como por exemplo, o ex-presidente Lula, a ex-presidente Dilma, o atual presidente, Michel Temer, e outras importantes figuras do governo atual e dos governos passados, como por exemplo, Gilberto Carvalho, Erenice Guerra, Antonio Palocci, Gleisi Hoffman, Aloizio Mercadante, Ideli Salvatti, Jaques Wagner, Ricardo Berzoini, Edinho Silva e Gilles Azevedo, e Geddel Vieira Lima.

O governo informou que uma nova licitação está sendo feita, e que, até o fim do ano, a situação estará normalizada. Entretanto, quanta informação valiosa para a justiça e para os brasileiros de modo geral, já não foi perdida em todo esse tempo...

As desculpas dadas pela assessoria do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff são as mais frágeis possíveis. A assessoria de Dilma afirmou que havia um projeto para troca de todo o sistema de vigilância do governo, mas que o projeto foi sofrendo alterações afim de que os equipamentos instalados tivessem dentro dos padrões das melhores tecnologias.

A assessoria do ex-presidente Lula afirmou que a agenda do mesmo sempre foi pública e acompanhada pela imprensa.

É estranho que os governos Lula, Dilma e Temer tenham tratado como complexa uma coisa tão simples. Afinal, que tipo de tecnologia eles estavam esperando? Será que estavam esperando alguma remessa vinda do planeta Marte, ou de algum outro? Afinal, sempre ouvimos falar pelas histórias de ficção — e até por relatos de experiências com objetos voadores não identificados (OVNIs) — que os extraterrestres possuem tecnologias avançadíssimas, dessas de nos fazer sentir na pré-história da tecnologia.


Ou será porque as imagens são um testemunho da verdade, e, então elas estariam em lugar errado, e por isso foram retiradas, com o objetivo tornar obscuro aquilo que já era pra lá de obscuro? 

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates