0

Horário de verão começa no próximo domingo

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 00:14
Quinta-feira, 16 de outubro



Boa noite a todos!

Passei apenas para dizer que não se esqueçam de adiantar os relógios. Pois, ele chegou novamente. Para nossa alegria ele está de volta, neste domingo (19). A partir da 0h, force os ponteiros de seu relógio a andar uma hora. Horário de verão: Há quem o ame e há quem o odeie. Para mim, é indiferente, é um tempo para ser vivido e mergulho nele. Não importa se uma hora a mais, ou se uma hora a menos.

Quem mora nos seguintes estados; Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Distrito Federal, deve adiantar em uma hora seus relógios. Ao todo, dez estados, além do Distrito Federal, adotarão o novo horário, que vigorará até o dia 22 de fevereiro.

O horário de verão começa sempre no terceiro domingo de outubro de cada ano — este ano, ocorrerá uma semana antes do segundo turno das eleições presidenciais. O termino desta medida acontece no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. Entretanto, se o terceiro domingo de fevereiro coincidir com o domingo de carnaval, o prazo para o seu termino do horário de verão é prorrogado em mais uma semana.

A medida visa uma economia de energia no país.  É bom lembrar também que, nesse final de ano e no ano vindouro, precisamos mais do que nunca, economizar energia, pois nossos rios, os rios paulistas, estão secando. Sem água teremos problemas com energia elétrica e vice-versa. Portanto, pessoal, a ordem é economizar, tanto água, quanto energia, se não quisermos passar por maus bocados.

Aqui termina a informação que pretendia dar sobre o horário de verão. Se o leitor está sem tempo de continuar a leitura e quiser para por aqui, muito que bem. Se não, prossigo com, não digo divagações, pois, permaneço dentro do tema “tempo”, mas com algumas considerações sobre a matéria.

Falando em tempo, vem-me a lembrança do texto bíblico contido em Eclesiastes 3, que diz: “Debaixo do céu há um momento para tudo, e tempo certo para cada coisa. Tempo para nascer e tempo para morrer. Tempo para plantar e tempo para arrancar o que foi plantado... Tempo para chorar e tempo para rir... Tempo para atirar pedras e tempo para recolher as pedras jogadas... Tempo para calar e tempo para falar...”

Penso que o tempo nos foi dado para sermos livres. Mas, na maioria das vezes, acabamos ficando escravos dele. A correria do dia-a-dia favorece com que entremos nessa prisão temporal, mesmo sem perceber. A partir daí, perdemos a justa medida, ensinada nas sábias palavras do Eclesiastes. Esquecemos de que há um tempo para cada coisa: Tempo para trabalhar e tempo para cuidar dos filhos, da esposa, do esposo, do namorado, da namorada. A pressa não nos permite lembrar que há um tempo para conversar com um amigo, dar atenção a ele, mesmo que seja um pouco. Corremos de sol a sol e nem nos damos conta de é que preciso tirar algum momento do dia para elevar o pensamento ao alto, aquietar o coração e ouvir a sabedoria do ser superior que nos guia. Independente do nome que damos a ele; seja Cristo, Buda, Krishna, Maomé, Oxalá, ele está pronto a nos ouvir e nos falar.

Toda prisão tem suas algemas, e as algemas do tempo estão em nossos braços. Às vezes, caros, muito caros. Às vezes baratos. Ás vezes grandes, às vezes pequenos. Os relógios estão o tempo todo a nos mostrar que é preciso correr. Esse e o sentido que eles encerram: prazos, compromissos, pressa, correria. Quando estamos dormindo, descansando, nem nos lembramos dele. Só despertamos quando ouvimos o barulho estridente, lembrando que é preciso começar tudo de novo.

Há que se relativizar, entretanto. Podemos usar o relógio como forma de nos movimentarmos no tempo, ou como forma de nos amarrarmos a ele. Pois não é que o relógio também é uma faca de dois gumes?

Acho que o poeta Vinícius de Moraes, pensava nessas coisas quando escreveu o significativo poema, O relógio:

Passa tempo, tic-tac
Tic-tac, passa hora
Chega logo, tic-tac
Tic-tac, vai-te embora
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora
Que já estou
Muito cansado
E já perdi toda alegria
De fazer meu tic-tac
Dia e noite
Noite e dia
Tic-tac
Tic-tac
Dia e noite
Noite e dia.

Coitado do relógio! Não descansa nunca, pois, se descansar ou dormir, é descartado. Como diz o dito popular: Relógio que atrasa não adianta. Bom, pelo menos, nós, humanos, em meio a toda a correria, ainda nos permitimos dormir ou descansar, sem sermos descartados. Aproveitemos, pois, e tiremos proveito disso.

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates