0

O candidato a presidente do Brasil, Eduardo Campos, morre em acidente de avião

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 13:22
Quarta-feira, 13 de agosto
Atualizado, às 14h20




É com grande pesar que informo a vocês que acabo de saber pelos telejornais que a aeronáutica confirmou, há pouco, a morte do candidato à Presidência da República, Eduardo Campos do PSB-PE. O acidente aconteceu em Santos, litoral de São Paulo. Márcio França, deputado federal e presidente do PSB/SP, disse que o candidato estava muito feliz e empolgado, pois havia participado de uma importante entrevista no Jornal Nacional e, segundo ele, o resultado havia sido muito positivo. Eduardo, por coincidência, morre no mesmo que seu avô, Miguel Arraes, um influente advogado, economista e político brasileiro. Arraes morreu em 13 de agosto de 2005. Sete pessoas estavam a bordo do avião. Marina Silva, vice-presidente, na chapa de Eduardo, não estava á bordo. 


A mulher e o filho do candidato não estavam à bordo do avião, conforme informa a reportagem de O Globo.

O Brasil chora a morte de um seus filhos que lutava por um lugar na presidência do país.

À noite, volto com mais informações sobre o assunto.

Abaixo compartilho matéria publicada pelo jornal O Globo.

***

Eduardo Campos morre após acidente aéreo em Santos

Jato que estava o presidenciável caiu em aérea residencial no litoral paulista

POR O GLOBO
13/08/2014 12:18 / ATUALIZADO 13/08/2014 12:57

RIO - O presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE ) morreu na manhã desta quarta-feira após sofrer um acidente aéreo em Santos. O jato em que estava o político iria para um compromisso em evento na cidade de Santos chamado SantosExport. A aeronave em que viajava do Rio para Guarujá perdeu contato com controle aéreo. Segundo o candidato do PSB no DF, Rodrigo Rollemberg, a direção do partido o informou que os passageiros a bordo do avião que caiu eram: Eduardo Campos, sua esposa Renata, o filho Miguel, os assessores Pedro Valadares, Carlos Percol e um cinegrafista ainda não identificado.
O avião, um Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, deixou o aeroporto do Santos Dumont às 9h20m com destino a Santos.

Carlos Siqueira, primeiro secretário do PSB, disse que Campos estava a bordo do avião que caiu

O ex-deputado Walter Feldman, que está ao lado de Marina Silva em São Paulo, disse logo depois do acidente ter conversado com o deputado Márcio França, que recepcionaria Campos em Santos. França confirmou para o aliado que a aeronave que caiu tinha o prefixo da alugada pela campanha de Campos:

- Márcio França ligou e disse ter confirmado que o prefixo do avião é o mesmo de Campos. Mas temos que aguardar _ explicou o ex-deputado.

Aliados de Marina Silva estão apreensivos porque a companhia aérea que fretou o avião não consegue contato com o piloto.

Em seu gabinete no Tribunal de Contas da União, a ministra Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos, ao ser informada dos rumores sobre a queda do avião em Santos, caiu no choro. Mas assessores informam que não há informação que confirmem que o candidato do PSB estava na aeronave.

O Corpo de Bombeiros confirmou a queda, que ocorreu na altura do número 136 Rua Alexandre Herculano, esquina com Rua Vahia de Abreu, nas imediações do Canal 3, a cerca de sete quadras da praia. Logo após a queda, a primeira informação era a de que se tratava de um helicóptero. Sete pessoas ficaram feridas e pelo menos três imóveis foram atingidos.

A sala de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que sete vítimas foram socorridas em hospitais da região, mas ainda não há informações se elas eram ocupantes da aeronave ou moradores dos imóveis atingidos. O Pronto-Socorro Municipal de Santos confirmou que há quatro feridos internados na unidade.

A queda ocorreu pouco depois das 10h. A poucos metros do local do acidente funcionam uma escola infantil e uma academia de ginástica. A região tem casas e comércios.
O Comando da Aeronáutica informou, por nota, que o avião, modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, caiu às 10h.

“A aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave”, diz nota da Aeronáutica.

A Aeronáutica investiga as causas do acidente.

O local onde ocorreu a queda é bastante movimentado. Testemunhas relatam que ouviram barulho de uma explosão. O quarteirão foi isolado pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e equipes de resgate. Com o estrondo na hora da queda, vidraças de lojas quebraram-se.



0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates