0

Parabéns, Alemanha! No duelo final, venceu o melhor

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 21:01
Domingo, 13 de Julho


We are the champions - my friends
And we'll keep on fighting - till the end
We are the champions
We are the champions
No time for losers
'Cause we are the champions - of the world


(We are the champions – Fred Mercury)



No longínquo ano de 1500, os portugueses chegavam a um paraíso desconhecido ao qual deram, inicialmente, o nome de Terra de Santa Cruz, posteriormente completado com Cabrália, em homenagem ao português Pedro Álvares Cabral. Nesse pequeno pedaço do paraíso, escondido entre o rio, o mar e a floresta, os portugueses celebraram a primeira missa, na terra que acabavam de descobrir e dali, partiram para conquistar o Brasil.

No recente, 08 de junho de 2013, desembarcava em Salvador a seleção alemã. Um povo que, à princípio, se dizia que eram frios e distantes. De Salvador, os alemães voaram para Porto Seguro e, de lá, seguiram para o pequeno povoado de Santo André, no município de Santa Cruz de Cabrália. Os habitantes daquele paradisíaco lugar olharam com desconfiança os alemães, por tudo que se tinha dito deles antes de sua chegada.

E foi ali, à beira daquelas praias de águas cristalinas, apreciando os recifes de corais, se divertindo com os índios Pataxós e integrando-se à gente simples do lugar, que os alemães treinaram duro, suaram a camisa, acostumaram-se ao intenso calor da região. Souberam dosar muito bem a vontade de vencer e alegria de estar vivendo, mesmo que por uns poucos dias, em um lugar tão belo e uma gente tão acolhedora.

A imagem de povo frio e distante foi desfeita aos primeiros dias e logo o povo da pequena Santo André, já tratava os alemães como velhos conhecidos e à recíproca era verdadeira. Em Santa Cruz de Cabrália, os alemães se concentraram, treinaram, refizeram suas energias e adquiriram forças para as batalhas que antecediam a batalha final. Não esqueçamos que eles não estavam ali de férias. Tinham vindo ao Brasil com uma missão: a de levar para a Alemanha, a taça de campeões da Copa de 2014 e o título de tetracampeões.

E, assim como os portugueses fizeram há 500 anos, os alemães saíram de Santa Cruz de Cabrália, onde passaram trinta e cinco memoráveis dias, para uma conquista inesquecível. Não saíram do lugar, sem antes, porém, retribuírem a gentileza e a hospitalidade com que foram recebidos. Doaram R$ 30 mil aos índios Pataxós de Coroa Vermelha, construíram um novo campo de futebol para os moradores de Santo André e ainda farão doações em dinheiro, para a escola do povoado, até a próxima Copa do Mundo.

Cheios de confiança e otimismo, chegaram eles, ao centro do templo sagrado do futebol: o Maracanã, aos pés do Cristo Redentor. O “Maraca” estava lindo na tarde hoje. Em clima festivo, alemães, argentinos, brasileiros e gente de muitas outras nacionalidades estava ali para ver quem seria o campeão deste esporte cativante e emocionante, chamado futebol. A chanceler alemã, Angela Merkel, Dilma Rousseff, o presidente da Rússia, Vladmir Putin, dentre outros famosos, também estavam presentes no estádio.

Os argentinos também chegaram sérios, concentrados. Foram crescendo ao longo da competição. Fizeram uma boa campanha. Tinham todo o direito e honra de estar naquela grande final. Barulhentos e divertidos, eles invadiram o Brasil, a grande maioria nem tinha ingresso. A prefeitura providenciou espaços para que eles estacionassem seus trailers na cidade do samba e na Marques de Sapucaí. Estavam eufóricos e queriam ver a seleção deles ser campeã.

No fim, com bola rolando, foram melhores os alemães. Venceu um modelo de organização do futebol alemão. Sem dúvida, uma vitória justa e merecida, afinal, os alemães fizeram jogos regulares e constantes, desde que disputaram a primeira partida neste Mundial. Começaram com uma goleada de 4 a 0 sobre a seleção de Portugal, no dia 16 de junho, no estádio Fonte Nova, em Salvador, e ganharam a vaga na final com uma supergoleada de 7 a 1, na seleção brasileira, no último dia 08, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

Parabéns a alemães e argentinos pelas campanhas que fizeram. Parabéns à todas as seleções que por aqui estiveram e abrilhantaram esse espetáculo maravilhoso, chamado Copa do Mundo do Brasil, 2014.

Abaixo, compartilho com vocês, texto publicado no site da rádio CBN, de Foz do Iguaçu, falando sobre o jogo.

***

Alemanha é campeã da Copa do Mundo 2014

Por  CBN Foz

Com gol foi marcado por Götze aos 7 minutos da segunda parte do tempo extra, Alemanha leva a taça da Copa do Mundo 2014.

O mundo do futebol tem um novo soberano. Com um gol de Gotze, aos 7 minutos do segundo tempo da prorrogação, a Alemanha venceu a Argentina por 1 a 0 no Maracanã e se tornou tetracampeã mundial. É a primeira vez que uma seleção europeia vence a Copa do Mundo no continente americano.

Como toda boa final da Copa do Mundo, o jogo teve contornos de dramaticidade e foi decidido só no final da prorrogação. Embalada pela vitória massacrante contra o Brasil, a Alemanha começou a partida dominando as ações. Comandada por Kroos, os europeus mantinham a posse de bola e tentavam furar o bloqueio da retranca argentina. Só que apesar do domínio aparente da Alemanha no jogo, a Argentina começou a criar mais chances após os 15 minutos.

A maioria das oportunidades da Argentina eram em jogadas que começavam pela direita. Mas foi em um vacilo da zaga que surgiu a primeira chance real de gol. Kroos deu um passe errado e Higuaín recebeu livre aos 20 minutos. Com uma finalização péssima, o centroavante argentino errou o gol.

Aos 29 minutos, Higuaín até balançou as redes. Mas estava impedido. Na primeira etapa, a Alemanha teve uma chance clara já nos acréscimos. Em escanteio, Hummels acertou a trave aos 46 minutos do primeiro. No rebote, Muller estava impedido.

Na segunda etapa de jogo, a partida ficou mais acirrada, mas continuou com a mesma tônica. A Argentina começou a dominar as ações da partida e criar chances. A maior reclamação no segundo tempo foi um suposto pênalti que Neuer teria cometido em Higuaín. Mas sem o placar ser mexido, o jogo foi para prorrogação.

Logo no primeiro minuto, o jogo mostrou emoções fortes. Em dois minutos, cada time perdeu uma chance de gol. Mas a oportunidade mais clara da partida aconteceu aos 6 minutos. Na jogada, Palácio recebeu livre e, em vez de chutar ao gol, tentou dar um chapéu em Neuer e errou bizarramente.

No segundo tempo da prorrogação, o lance mais forte da partida foi um soco que Aguero em  Schweinsteiger aos 3 minutos. O jogador alemão ficou fora por quatro minutos. Um minuto após ele entrar, Gotze recebeu cruzamento de Schurrle e completou de voleio. Era o gol do título. Após tomar o gol, a Argentina partiu para o desespero. Mas não tinha jeito. A Alemanha é a mais nova campeã mundial.

Ficha do jogo

Alemanha 1 X 0 Argentina

Data: 13 de julho de 2014

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)

Auxiliares: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)

Cartões amarelos: Howedes e Schweinsteiger (ALE); Aguero, Mascherano (ARG)

Gol: Gotze (aos 7 minutos do segundo tempo da prorrogação).

Alemanha: Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Howedes; Schweinsteiger e Khedira; Muller, Kroos e Ozil; Klose. Técnico: Joachim Low


Argentina: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Rojo; Mascherano e Biglia; Di María, Messi e Lavezzi; Higuaín. Técnico: Alejandro Sabella

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates