0

Lobos em pele de cordeiro

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 05:50
Sábado, 23 de novembro


Na tarde de quarta-feira (20), enquanto o país celebrava o Dia da Consciência Negra, uma caravana de deputados federais, resolveu ir ao Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, visitar consciências corruptas.

Era um grupo de 26 deputados do PT (Partido dos Trabalhadores), que juntamente com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, foram à penitenciária visitar os colegas presos. Foram prestar-lhes um ato de solidariedade. O encontro durou cerca de 30 minutos, e ocorreu em uma sala reservada, na qual estava presente, José Genoino (que aguarda uma decisão do STF, sobre o seu pedido de prisão domiciliar, devido a problemas de saúde), José Dirceu e Delúbio Soares.


Do lado de fora do presídio acontecia outra manifestação de apoio aos políticos presos. Era a militância do PT, que também se haviam organizado em caravana. O curioso, ou será melhor dizer trágico? É que, entre esses militantes, havia funcionários da Prefeitura e da Câmara Municipal de Goiânia, que resolveram faltar ao trabalho para juntar-se ao “ato de solidariedade”, na Papuda. Entre os servidores públicos que lá estavam, havia dois funcionários do gabinete do vereador Carlos Soares (PT), irmão do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, que se encontra preso naquela penitenciária.  No dia seguinte, quinta-feira (21), os presidiários receberam novas visitas, desta vez foram oitos senadores, dentre eles o senador Eduardo Suplicy, e três deputados, todos do PT.


Quando vi aquela caravana de políticos indo a penitenciária visitar um grupo de criminosos, que tantos males causaram a nação, fiquei pensando. Primeiro, que esse grupo de condenados, agiu com cinismo desde o início até o fim do processo, talvez pelo fato de não acreditarem na justiça. Talvez acreditassem que sairiam ilesos dos crimes que praticaram. Marcos Valério, considerado o operador do mensalão, era de um cinismo sem tamanho. Até mesmo ao descer do avião, em Brasília, teve a audácia de chamar o policial que o acompanhava de incompetente, apenas pelo fato de o policial ter hesitado por alguns segundos, quanto aos procedimentos a serem adotados naquele momento. Segundo, que esse dinheiro que o desviou dos cofres públicos, fez falta em algum lugar. Certamente em áreas de fundamental importância para o progresso de uma nação, como educação, saúde, segurança pública.

Respondam-me, excelentíssimos deputados e senhores militantes de partidos: Quem prestará solidariedade aos alunos e professores das escolas públicas que ficaram sem dinheiro para a realização de pesquisas e compra de equipamentos? Quem prestará solidariedade aos pacientes nos leitos dos hospitais que carecem de médicos que os atendam e de remédios que aliviem suas dores? Quem será solidário às vitimas da violência nos grandes centros e também nas pequenas cidades?

E ainda, quem será solidário com a nação brasileira, que clama por um judiciário mais eficiente, que anseia por ver, em suas casas legislativas, políticos que levantem a bandeira da honestidade e da justiça?

Agora esses políticos presos, se colocam na condição de vítimas, dizem que não aceitarão humilhações, e coisas mais. Seus partidários até já falaram em abrir processo contra o presidente do STF por crime de responsabilidade, assim como tentaram cassar o mandato do procurador-geral a República, Roberto Gurgel, quando este pediu a condenação dos mensaleiros. É visível que há um grupo de poderosos que tentam, a todo custo, armar diques no caudaloso rio da justiça.

Entretanto, se há esse pequeno grupo de poderosos querendo colocar entraves ao avanço do processo democrático, há também uma poderosa nação brasileira que anseia por um Brasil no qual os ideais de justiça, liberdade e igualdade, sejam vividos em toda a sua plenitude.



0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates